Blog do Galeno Observatório do Livro e da Leitura

24 de novembro de 2017

Mercado editorial de Curitiba está em expansão

Luiz Claudio Oliveira - Gazeta do Povo - 27/03/13

O mercado editorial em Curitiba está em um ritmo crescente. Editoras pequenas e livrarias novas e especializadas vêm surgindo nos últimos meses. Outras estão mais agressivas, lançando títulos de importância internacional. Hoje, venho aqui falar de duas representantes do setor.

A primeira nem é tão nova, mas deve interessar aos escritores iniciantes pelo serviço que presta, o de livros sob demanda. É a Insight, uma microeditora criada em 2006 por Naotake Fukushima, também proprietário da Nexo Design (fundada em 1995).

Além da publicação sob demanda, a editora também faz livros por meio de projetos inscritos em leis de incentivo, e, é claro, da maneira convencional de títulos novos e esgotados, títulos de literatura de ficção, livros técnicos e de cunho educacional.

A publicação sob demanda pode ser uma boa opção para os escritores novos que vão bancar a própria obra e já receberam algumas negativas de grandes editoras. É possível pagar pacotes menores, de até 100 unidades. “Temos um pacote de valores para os livros sob demanda, que inclui: capa e miolo feitos pela Nexo Design, foto do autor na quarta capa, revisão ortográfica, ficha catalográfica e ISBN, print (impressão em preto e branco) para conferência, 100 unidades de livros e venda pelo site da editora”, explica Thaisa Socher, da Insight. Há outros “pacotes” de publicação e vendagem, mas isso aqui já está ficando muito publicitário, por isso vou parar.

A editora Insight também tem livros interessantes de escritores ligados ao Paraná. Por exemplo, fez a segunda edição da obra Infinita Sinfonia, uma das mais completas antologias de Helena Kolody, organizada por Adélia Maria Wollner.

Também publicou vários livros do escritor e colaborador desta Gazeta do Povo Roberto Gomes. Em 2011, saiu o sétimo romance dele, O Conhecimento de Anatol Kraft, mas o escritor catarinense, que lecionou na Universidade Federal do Paraná, é um parceiro antigo. A capa de Crítica da Razão Tupiniquim (que já está na 12.ª edição e saiu originariamente em 1977), foi criada pela Nexo Design antes mesmo da Insight ser fundada.

No catálogo de vendas, em parcerias com outras editoras, há cerca de 50 livros, e nove deles são publicação própria, incluindo os dois citados acima.

Nossa Cultura

Já que hoje falo de editoras, não tem como não mencionar o bom trabalho que vem sendo feito pela também curitibana Nossa Cultura. Além dos livros tradicionais, ela também é conhecida no mercado editorial por seus audiolivros.

Ainda não é uma grande editora, mas está a caminho disso e vem em franca expansão. Entre autores publicados por ela estão nomes internacionalmente conhecidos, como Dinaw Mengestu (Uma Perturbação no Ar), Nelson Mandela (Longa Caminhada até a Liberdade), Madonna (autora da série infantil As Rosas Inglesas), James Shapiro (Quem Escreveu Shakespeare) e Peter Doggett (A Batalha pela Alma dos Beatles). E também conhecidos brasileiros de boa vendagem, como Rubem Alves (vários títulos), Sônia Bridi (Laowai – Histórias de uma Repórter Brasileira na China).

Pronto para sair está o livro The Wrong Boy, primeiro romance do premiado dramaturgo e compositor britânico Willy Russel. Esse livro epistolar – de um jovem que escreve cartas ao cantor Morrissey – deverá ter o título brasileiro de Caro Morrissey... e foi traduzido a seis mãos por Christian Schwartz, Liliana Negrello e também por Ivan Justen Santana, encarregado de transpor os versos de dois poemas longos. Na Inglaterra, fez tanto sucesso que virou uma série de tevê.

50 tons de Leminski

É preciso lembrar que na semana passada o livro Toda Poesia, coletânea completa dos poemas de Paulo Leminski, desbancou o 50 Tons de Cinza do topo da lista de livros mais vendidos da rede Livrarias Cultura. E que o colega aqui da Gazeta, Osny Tavares, lançou seu A Qu4tro Punhos, também por uma novíssima editora curitibana, a ComPactos, que acaba de ser inaugurada.

Então, boa leitura a todos.

Mais O que foi dito

Todas as notícias sobre "O que foi dito"

Receba por e-mail


Cadastre-se!

Livrômetro

Relógio da leitura no Brasil

706.320.000

Livros lidos em 327 dias de 2017 no país