Blog do Galeno Observatório do Livro e da Leitura

25 de setembro de 2017

Feira do Livro de Ribeirão analisa clubes de livro nas escolas

Divulgação

Promovido pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto em parceria com o Centro Universitário Barão de Mauá, o projeto Clube do Livro nas Escolas teve seu encerramento durante o primeiro dia da 17ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto. A atividade reuniu os professores que conduziram o projeto para compartilhar as experiências vivenciadas nos encontros e avaliar como a iniciativa impactou na vida dos alunos envolvidos.

Os professores relataram a forma adotada para o trabalho com os diferentes textos e apresentaram os tipos de discussões que surgiram a partir das reflexões dos próprios alunos. "Todos os textos trabalhados eram leves, divertidos e traziam assuntos que se relacionavam com o universo dos estudantes", contou um dos participantes.

Os educadores também contaram que o comportamento dos alunos foi mudando ao longo dos encontros, o que na visão deles, gerou mais interesse e interação dos participantes. "Percebemos que eles amadureceram ao longo do projeto, despertando o interesse pela leitura e pela escrita e até passaram a compartilhar o aprendizado com outros alunos", disse outro professor. Além de trabalhar as reflexões derivadas dos textos, os professores também centraram-se nas questões literárias, discutindo as estruturas dos textos e os diferentes estilos literários. O encontro contou a presença de professores de diferentes cidades da região de Ribeirão Preto que participaram fazendo perguntas e compartilharam também suas próprias vivências.

O projeto Clube do Livro nas Escolas promoveu encontros quinzenais entre professores e alunos do Centro Universitário Barão de Mauá com estudantes do Ensino Médio de escolas públicas. As atividades estabeleceram uma espécie de diálogo entre professor e aluno, partindo não apenas da leitura, mas também de dramatizações e exibições de vídeos e músicas.

O projeto

Os encontros do Clube do Livro nas Escolas – para a rede pública de ensino de Ribeirão Preto - aconteceram desde o início de março. Participaram inicialmente as escolas Cid de Oliveira Leite, Thomaz Alberto Whately, Alcides Correa e Professor Sebastião Fernandes Palma. O projeto foi promovido pelo Núcleo de Formação do Plano Anual da Fundação do Livro e Leitura e conta com incentivo à cultura por meio do Programa de Ação Cultural - ProAC.

A parceria entre a Fundação do Livro e Leitura e o Centro Universitário Barão de Mauá surgiu a partir da iniciativa da Fundação, que procurou a instituição de ensino para que pudesse estabelecer um vínculo com as escolas da rede estadual de ensino.

A iniciativa foi criada com o objetivo de estimular a leitura e passear por narrativas de diversos autores e estilos literários. A presidente da Fundação do Livro e Leitura, Adriana Silva destaca que este “é mais um projeto com a intenção de levar diferentes propostas de leitura para as escolas e formar novos leitores”, destaca.

Para o professor André Alselmi, coordenador do curso de Letras do Barão de Mauá, iniciativas como essa podem ser alternativas para o desafio de despertar o interesse dos alunos pela literatura. “Para aproximar os alunos do universo da escrita é fundamental a escolha de textos acessíveis, que dialoguem diretamente com sua realidade, que permitam um envolvimento afetivo e, também, uma reflexão sobre seu universo”, explica.

17ª Feira Nacional do Livro
Realizada pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão, a 17ª Feira Nacional do Livro acontece de 4 a 11 de junho, com abertura em 3 de junho, em Ribeirão Preto. Durante oito dias, mais de 130 autores vão desfilar por 13 espaços simultâneos da feira. Reconhecida como um dos principais eventos nacionais de literatura, o tema deste ano é "Do conhecimento que liberta ao amor que educa - o livro na escola" com expectativa de atrair mais de 200 mil participantes durante os oito dias de evento e ser palco para um amplo debate sobre o papel do livro na educação. Neste ano, a feira promete muitas novidades em ampla programação, possibilitada pela força conjunta das grandes parcerias como com o Sesc, Sesi, Senac, Universidades, Diretoria de Ensino e entidades locais, além do apoio de empresas e organizações e da valorização cultural, o que consagra a grandiosidade do evento.

Mais Circuito de Feiras e Festivais de Literatura

Todas as notícias sobre "Circuito de Feiras e Festivais de Literatura"

Receba por e-mail


Cadastre-se!

Livrômetro

Relógio da leitura no Brasil

576.720.000

Livros lidos em 267 dias de 2017 no país