Blog do Galeno Observatório do Livro e da Leitura

23 de setembro de 2018

Presente precioso: quem quer ganhar uma biblioteca?

Isabella Grocelli ACidadeON/Ribeirao 09/03/2018

Mauro Porto Filho está procurando uma casa para seus amigos. Apesar de quietos, seus amigos são sábios e oferecem muito conhecimento para os que lhe abrigam. Apesar de não serem tão compactos, também não ocupam tanto espaço e não fazem barulho. Apesar de serem feitos de papel, eles possuem um carisma que é difícil resistir. Os nomes dos seus amigos? Barsa, Larousse, Paumape, Conhecer, Ciência Ilustrada, só para citar alguns.

Você talvez já tenha conseguido um 10 no boletim com a ajuda de um deles durante os anos de estudo, esbarrou com um por acaso em uma ida a biblioteca ou apenas os viu de longe durante uma visita na casa dos pais, tios ou avós. Apesar de já terem sido muito queridos e desejados, atualmente eles passam por um processo diferente: a de tentar reencontrar um espaço para chamarem de seu.

Há quatro anos, Mauro foi um dos responsáveis por trazer a Geladeiroteca para Ribeirão Preto. "Nós vimos um bibliotecário em Sertãozinho fazendo isso. Pedi autorização dele e trouxemos a ideia para Ribeirão com algumas adaptações", conta o diretor comercial de 61 anos.

Desde então, por causa do projeto, Mauro começou a receber doações de todos os tipos de livros, desde os de ficção, até enciclopédias e livros jurídicos. Enquanto a ficção foi entregue para a população pelas Geladeirotecas e os livros jurídicos estão sendo aos poucos abrigados em bibliotecas de faculdades de direito, as enciclopédias ficaram. Agora, ele busca uma instituição interessada em ganhar uma biblioteca completa.

"Se eu doar para uma pessoa, só uma pessoa será ajudada. Se eu doar para uma instituição, mais pessoas vão ser beneficiadas".

O diretor comercial afirma já ter ligado em escolas, presídios, instituições e até o momento, sem sucesso. "Se não for alguma instituição em Ribeirão, talvez na região ou até pelo Brasil. Deve ter algum lugar no Brasil que as pessoas não tem acesso a computadores, então essas enciclopédias seriam um incentivo para aprender".

Agora, fica apenas o amor pelos livros e um desejo de encontrar um lar para eles. "Eu gosto de ler, gosto de livros então jogar esses livros fora, vender por quilo? Dói o coração", lamenta. Para entrar em contato com Mauro, envie um e-mail para mauro981267787@gmail.com.

Mais Boas ideias

Todas as notícias sobre "Boas ideias"

Receba por e-mail


Cadastre-se!

Livrômetro

Relógio da leitura no Brasil

572.400.000

Livros lidos em 265 dias de 2018 no país

Publicidade