Blog do Galeno Observatório do Livro e da Leitura

21 de julho de 2018

Escola de aldeia indígena na região do Rio Arapiuns ganha biblioteca

G1 22/04/2018

Na semana em que se comemora o dia do livro e do indígena, 18 e 19 de abril, a Escola Nossa Senhora de Fátima da aldeia Nova Vista, situada à margem esquerda do rio Arapiuns, no município de Santarém, oeste do Pará, foi presenteada com sua primeira biblioteca. O “Espaço de Leitura Aldeia Nova Vista” foi inaugurado na sexta-feira (20). A instituição tem turmas da alfabetização ao 9º ano e Ensino Médio Modular

O acervo conta com 739 livros de literatura, sendo 410 obras doadas pelo Projeto Livro Solidário, da Imprensa Oficial do Estado, que pela primeira vez chegou a uma comunidade indígena. Nova Vista fica bem distante da cidade de Santarém, cerca de 8 horas de barco, e abriga em torno de 56 famílias indígenas que habitavam a região do Arapiuns.

A biblioteca é a realização de um sonho da indígena, Luanna Oliveira, 24 anos, que em 2017, durante a graduação em Letras, passou a fazer parte do grupo "Lelit" da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). Sob a orientação dos professores Zair Henrique e Percival Leme Britto, a então universitária desenvolveu o projeto de pesquisa da biblioteca que hoje se tornou realidade na aldeia.

Luanna concluiu a graduação e ingressou este ano no mestrado em Educação pela Ufopa, mas continuou desenvolvendo o projeto na comunidade com o objetivo proporcionar às crianças de Nova Vista um espaço de leitura onde a realidade e o imaginário se encontram. “A escola da comunidade não possui biblioteca e nem existe ponto de internet (está instalada uma antena, mas não tem viabilidade para o sinal de internet). A maioria dos professores não pertence à comunidade”, pontuou.

Segundo a indígena, a falta de leitura dificulta a trajetória escolar e acadêmica de muitos jovens da aldeia. “A educação dentro da aldeia não é suficiente para prepará-los, e a migração para o meio urbano é frustrante em alguns casos”, acrescentou.

 

Com o espaço, a pesquisadora pretende ampliar o leque de oportunidades para as crianças da aldeia e contribuir para eternizar uma cultura que está presente no dia a dia dos paraenses.

 

Mais Destaques

Todas as notícias sobre "Destaques"

Receba por e-mail


Cadastre-se!

Livrômetro

Relógio da leitura no Brasil

434.160.000

Livros lidos em 201 dias de 2018 no país

Publicidade